Laboratórios Culturais, Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e Instituto BR apresentam:

Os grupos selecionados receberão atendimento personalizado, identificando as necessidades e prioridades específicas de cada grupo

A Agência de Futuros selecionou 15 grupos artísticos do Ceará para participar de ações focadas em fortalecimento e qualificação de iniciativas do campo cultural. A ação contará com diferentes estratégias de consultoria, assessoria e formação, dando suporte técnico e de gestão aos projetos selecionados. 

Os grupos selecionados receberão atendimento personalizado, identificando as necessidades e prioridades específicas de cada grupo. Uma das ferramentas utilizadas será a consultoria com profissionais especializados que darão suporte técnico e de gestão, orientando na formulação de instrumentos como planejamento estratégico, plano de negócio, plano de comunicação e orientação jurídica.

Nilde Ferreira, coordenadora da ação, enfatiza a metodologia estruturante aderida pela Agência de Futuros, conectando as especificidades do negócio criativo às experiências de profissionais relacionados aos campos de planejamento, gestão e formação cultural.

“O percurso na Agência de Futuros facilita a identificação e a organização de mecanismos e estratégias basilares para a apropriação de uma rotina de aceleração em um cenário que exige do empreendimento criativo a capacidade de lidar com os aspectos de volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade próprios do ambiente em que nasce e precisa se desenvolver”, afirma a coordenadora. 

>> Agência de Futuros: Grupos selecionados apresentam propostas e falam da expectativa para a ação do Arte Urgente

>> Posicionamento Institucional do Arte Urgente em relação ao novo decreto do Governo do Estado do Ceará

A Agência de Futuros teve um primeiro encontro no começo deste mês, que serviu para a apresentação dos projetos, da coordenação da ação e também dos consultores. As atividades da ação com os grupos selecionados têm início neste mês. 

Conheça os projetos selecionados:

Bando Somos Todas Marias | Fortaleza – Artes Cênicas

O grupo surgiu em 2012 a partir dos movimentos populares feministas do Ceará. É formado por jovens mulheres artivistas de diversas periferias de Fortaleza. O Bando Somos Todas Marias tem o objetivo de dar visibilidade à pauta da mulher, tornando-se referência no Estado do Ceará no trabalho artístico com a temática da violência de gênero. 

Berlim Tropical | Fortaleza – Música

O coletivo promove apresentações de música e performance e realiza a produção musical e executiva das realizações da Berlim Tropical.

ColetivaCENA | Fortaleza – Artes Cênicas

Um espaço voltado para a reflexão e discussão sobre as produções artísticos-culturais de Fortaleza. A ideia da ColevaCENA é trabalhar com o compartilhamento de ideias do espectador-critico, conceito de Flávio Desgranges, fomentando a prática escrita acerca dos modos de produção da arte na capital cearense.

Coletivo Festival do Passinho | Caucaia – Performance

O Festival do Passinho realiza atividades de danças urbanas e performances desde 2014. É um espaço que agrega novos estilos de dança, como o passinho. O Festival tem o objetivo de fomentar a livre expressão dos movimentos pelos becos e vilas de Caucaia, através de ações como oficinas e masterclasses

Companhia de Dança de Itapajé | Itapajé – Dança

Fundada pelo professor, bailarino e coreógrafo Cleber Alves, com o apoio da secretaria de cultura do município, a Cia de Dança de Itapajé atua desde 2013, promovendo ações artísticas e culturais, com o objetivo de potencializar e fomentar o acesso a bens culturais. A Companhia oferece formação em dança a partir da promoção da cidadania e do pensamento crítico.

Cumbuca | Fortaleza – Performance

Iniciativa criada em dezembro de 2020, com o objetivo de organizar o fluxo de projetos de artistas LGBTQIA+ em busca de profissionalização. A Cumbuca é um espaço de suporte e tem o objetivo de captar recursos de editais públicos para fomentar a produção artísticas de pessoas e grupos LGBTQIA+.

Instituto Sons da Vila – Banda de Pífanos de Aquiraz  | Aquiraz – Música

A banda surgiu em 2005 nas comunidades rurais de Vilã Pagã e Estrada Nova,  distrito de Tapera – Aquiraz. Sob direção do professor e fundador Marcelo Freitas de Carvalho, o projeto começou com 45 crianças. Atualmente a Banda de Pífanos de Aquiraz  faz parte do Instituto Sons da Vila e oferece aulas de música, através do ensino de pífano, violão, percussão e musicalização

Lia Maia | Caucaia – Música

A cantora e compositora começou a estudar música de forma autodidata, em 1998. Desde 2012, Lia Maia escolheu o samba como a marca da sua carreira. Com objetivo criar um samba de resistência sociocultural e feminista, que compreende o papel do gênero samba na construção da identidade musical brasileira, a intenção é contribuir para o fortalecimento e para a difusão da força da voz da mulher.

Luiza Nobel | Fortaleza – Música

Luiza Nobel é cantora, compositora e atriz. Traz, sobretudo, uma voz de liberdade e força, atravessada por sua vivência de mulher negra da periferia. Também realiza trabalhos como modelo Plus Size, dispondo seu corpo à função de questionar os padrões de beleza reproduzidos pela moda. Atualmente trabalha o show “Baile Preto”, projeto que surge a partir da vivência de Luiza Nobel em torno da negritude.

Negrazúmbida | Fortaleza – Música

Idealizada por Roberta Kaya, a Negrazúmbida foi concebida no cenário da pandemia do Covid-19, sendo assim, sua atuação se deu, principalmente, através das plataformas digitais. Nesse sentido, é importante destacar a participação do projeto nas audições do Edital do Laboratório de Música, da Escola Porto Iracema das Artes, onde alcançou a primeira suplência entre os classificados.

Os Bardos | Tianguá – Música

Conjunto de multi linguagens artísticas do interior do Ceará, com atuação em todo o Estado. O grupo realizou apresentações em grandes festivais cearenses e da região Nordeste. Atualmente Os Bardos estão produzindo o segundo álbum de forma independente.

Plataforma Afrontamento | Fortaleza – Artes Cênicas

Desde 2017 atua com a perspectiva de buscar e construir parcerias no planejamento e execução de projetos de artistas, iniciativas e ações realizadas nas favelas de Fortaleza. Tendo a arte e cultura como frente de cuidado e resistência na cidade, a Plataforma Afrontamento é pautada pela articulação e fortalecimento comunitário, tendo o afronte pretx-faveladx-urbano como estratégia para estar, pensar e propor ações em coletivo.

Podcast Rádio Galhofo (Grupo Galhofo) | Fortaleza – Artes Cênicas

O grupo realiza criações teatrais e musicais para a infância, como espetáculos teatrais,  contação de histórias, EP’s musicais, produção de eventos culturais e animação e recreação em eventos. O Podcast Rádio Galhofo tem como objetivo estimular a criatividade e a noção de autocuidado para a criança durante o período de isolamento e distanciamento social, ocasionados pela pandemia do Covid-19.

Produtos do Morro Rec | Fortaleza – Música

O estúdio Produtos do Morro Rec (PDMrec) surgiu em 2006, da necessidade do rapper Erivan Produtos do Morro de gravar suas próprias músicas. Desde então, tem sido uma porta de entrada de muitos jovens e adultos para o universo hip-hop. A PDMrec nasce com o propósito de unir e organizar artistas do rap cearense, abrindo caminhos para a profissionalização.

Projeto Fabricando o Som | Fortaleza – Música

O projeto nasceu em 2016 e atende um público de 7 a 29 anos. Alunas e alunos realizam aulas práticas (canto popular, canto coral, teclado, violão, flauta doce, sopros metais), aulas de teoria musical, treinamento auditivo e vocal, além de práticas de conjunto – grupos musicais. O Projeto Fabricando o Som também realiza espetáculos.

Contato

Endereço: Av. Historiador Raimundo Girão, 366 | Praia de Iracema, Fortaleza-CE

Telefone: (85) 3235-4063

Email: producao@laboratoriosculturais.com

© Copyright 2021 Laboratórios Culturais. Todos os Direitos Reservados.